sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Sol de Inverno

Dia de inverno frio e depressivo, uma chuva miudinha que chateia, enquanto esperamos pelo final do ano e o inicio de 2014 e com ele a entrada em vigor do orçamento mais recessivo de que há memória. Entretanto, como em tudo na vida, no meio do cinzento surge um raio de sol que bate nas casas no final do dia. O fotógrafo estava lá, no meio do terraço e tentava proteger a roupa no estendal, da chuva que por vezes caia. Surpreendido pelo sol inesperado bateu a chapa, e ficou uma foto de há poucos minutos, correu para o computador e expressou a surpresa. Este é o sol de inverno, que dá nome a novela, a canção da Simone, a nossa a portuguesinha da silva e não a bettencourt de oliveira, e que é um sinal de esperança, uma metáfora da alegria de acreditar que por mais negativo o panorama, o sol reaparecerá. Há três anos retirava um ventilador que me asfixiava, e do meu corpo saiam mais de uma dezena de fios e tubos, hoje sou autónomo e assisto a estes raios de sol que na altura pensava não voltar a ver ... e como bolo rei, sem exageros.

1 comentário:

  1. É o sol da esperança e de um novo ano a nascer;

    ResponderEliminar